Cidades tem saldo negativo no emprego

terça-feira, 07 julho 2020 | 09:02 AM

O saldo de empregos da maioria dos municípios do Sudoeste do Paraná foi negativo em maio. Os números refletem ainda o problema da pandemia do novo coronavírus. No ano, o município de Palmas desponta com o maior saldo, no computo entre admissões e desligamentos de trabalhadores, com 265 vagas positivas.

O JdeB levantou os dados no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério da Economia, divulgado na semana passada. Dos 42 municípios que compõem a região, 26 tiveram saldo negativo, 15 positivo e em um município – Renascença – o número de contratações e desligamentos de trabalhadores foi o mesmo, ou seja, o saldo foi zero.

O relatório de maio aponta saldos positivos em Boa Esperança do Iguaçu, Bom Sucesso do Sul, Capanema, Coronel Domingos Soares, Coronel Vivida, Cruzeiro do Iguaçu, Honório Serpa, Mangueirinha, Mariópolis, Marmeleiro, Palmas, Pérola D’Oeste, Pranchita, Saudade do Iguaçu e Verê.

Menos seguro-desemprego
Contatado pelo JdeB para analisar os números do Caged, o secretário de Desenvolvimento Econômico de Francisco Beltrão, Inácio Pereira, relatou que houve uma redução nos números do seguro-desemprego. “Percebeu-se uma diminuição nos pedidos de seguro-desemprego na Agência do Trabalhador, especialmente nos meses de maio e junho. Ao mesmo tempo, o número de vagas ofertadas pela Agência do Trabalhador tem se mantido nos patamares anteriores à pandemia. Prova disso que no mês de junho, 115 trabalhadores foram colocados no mercado de trabalho através da Agência”, comentou.

Dentre os setores econômicos que estão contratando no município, a indústria, especialmente metal-mecânica, e o setor de prestação de serviços são os que mais têm contratado. O comércio por enquanto mantém-se estável entre demissões e contratações. A Flessak Eletro Industrial, que fabrica geradores de energia elétrica e sistemas automatizados para usinas, vem contratando mais pessoas para o setor industrial. Para este ano a empresa vai fabricar nove geradores.

Edson Flessak, sócio-proprietário, diz que a capacidade de produção da empresa para este ano já está comprometida. “Estamos esticando o prazo de entrega pela capacidade de produção da fábrica”, diz. A empresa atua nos ramos industrial e comercial e emprega, atualmente, 250 funcionários.

O ano de 2020 trouxe uma crise econômica na esteira da pandemia de coronavírus. Como consequência vem ocorrendo uma onda de demissões em todo o mundo. No Sudoeste, dos 42 municípios, 24 estão com saldo negativo na geração de empregos, enquanto 18 tem saldo positivo.

Neste quesito, Palmas desponta e tem a melhor situação: no computo entre admissões e desligamentos de trabalhadores, são 265 vagas positivas no ano. Vale lembrar que o Caged considera apenas empregos formais. Os outros destaques positivos são Capanema (131 vagas), São João (121), Chopinzinho (120), Eneas Marques (41), Mangueirinha (14), Nova Prata (13) e Francisco Beltrão (11).
Os municípios que estão com números negativos (mais desligamentos do que admissões) são Pato Branco (-605), Ampere (-228), Dois Vizinhos (-117), Santo Antônio do Sudoeste (-101) e Realeza (-76).

Fonte: Jornal de Beltrão

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *