Depoimentos emocionados dos deputados estaduais marcaram a votação do projeto de lei nº 18/2019, de autoria do deputado Anibelli Neto (MDB) que dá o nome do ex-deputado Caíto Quintana (MDB) à Usina Hidrelétrica Baixo Iguaçu, localizada entre os municípios de Capanema e Capitão Leônidas Marques. O projeto foi aprovado, por unanimidade, em primeiro turno de votação, pelos deputados presentes na sessão desta segunda-feira (10) na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep).

O autor da proposta, deputado Anibelli, leu um breve currículo do ex-parlamentar e também um histórico da construção da Usina, que contou com investimento de R$ 2,3 bilhões e gerou mais de três mil empregos durante a construção. “Caíto Quintana foi uma das autoridades que mais lutou pela construção da Usina Baixo Iguaçu, fazendo jus à denominação pretendida. Me sinto honrado por ter proposto essa justíssima homenagem a uma pessoa que sempre lutou e se dedicou em benefício da população paranaense”, disse Anibelli. “Um cidadão de bem que fez muito por esse estado. Tenho a convicção que é uma primeira homenagem feita a ele através desta Assembleia Legislativa”, completou o parlamentar.

O presidente da Alep, deputado Ademar Traiano (PSDB) também relembrou momentos da história política de Quintana que, segundo Traiano, era um amigo pessoal e militaram juntos nos anos de 1980 na região Sudoeste do estado, quando iniciaram na vida pública. “Nós fazíamos uma oposição ferrenha, enfrentando a tudo e a todos. Perseguições de militares, muitos enfrentamentos fizemos e tudo aquilo que nós buscamos lá na fronteira, tornou-se realidade”, relembrou.

Família

A votação do projeto foi acompanhada pela família do ex-deputado. A viúva, Lindomar, a filha Rafaela e a neta Júlia.

Lindomar lembrou um pouco dos mais de 40 anos vividos ao lado de Caíto, sendo que destes, 32 foram na vida pública. “Tão emocionante porque a gente revive. Eu revivi momentos de 40 anos. Uma vida assim de 40 anos. Se ele tivesse que prestar uma homenagem para tantas pessoas que falaram hoje, acredito que ele falaria a mesma coisa. Ele era uma pessoa simples, aberta, tranquila e honesta. Um maridão, um avô amoroso, um pai legal que procurava sempre acompanhar, na medida do possível, porque a vida pública é uma opção, não é uma profissão. A impressão é que eu estou vendo ele aqui sorrindo, agradecido por uma vida de trabalho e que é reconhecida. Fico muito agradecida aos deputados”.

História

Luiz Carlos Caíto Quintana nasceu em 30 de julho de 1946, em Santo Augusto (RS). Formado em Direito, veio para o Paraná em 1966, especificamente para Planalto, onde disputou sua primeira eleição em 1972, sendo eleito vereador. Exerceu a presidência da Câmara Municipal e da Associação de Vereadores do Sudoeste do Paraná. Em 1982, Quintana foi eleito pela primeira vez deputado estadual e exerceu oito mandatos consecutivos na Assembleia Legislativa.

No Legislativo Paranaense, foi eleito vice-presidente da Alep em 1999, líder da bancada do PMDB, e participou de diversas comissões permanentes. No Executivo, foi chefe da Casa Civil em dois governos de Roberto Requião (1991/94 e 2002/06). Caíto Quintana faleceu no último mês de janeiro vítima de infarto, em Balneário Camboriú.

A usina

Inaugurada em maio, a Usina Hidrelétrica Baixo Iguaçu foi construída por meio de por um consórcio formado pela Copel e a Neonergia e recebeu investimento de R$ 2,3 bilhões. Já operando com as três unidades geradoras de energia, tem 350,2 megawatts (MW) de potência instalada, o suficiente para atender mais de um milhão de pessoas.