Muitos lambaris, traíras e tilápias morreram na tarde de ontem no Rio Lonqueador, entre os bairros Vila Nova e Presidente Kennedy, em Beltrão. No fim da tarde ainda havia acúmulo de espuma nos remansos. Em águas mais limpas dava pra ver mais peixes. Moradores acionaram a Prefeitura de Beltrão e há uma informação que profissionais da Sanepar fizeram o recolhimento de amostras de água Lonqueador.


Num ponto, nos fundos do Complexo Esportivo Arrudão, tinha muito lixo, espuma, peixes mortos, dois cachorros e um gato em decomposição. Informações dos moradores que mesmo com a espuma, havia dois homens pescando as tilápias de tarrafa. Encheram um balde e que iriam revender.


Geremias Godinho mora próximo ao Rio Lonqueador e afirma que é comum as pessoas jogarem lixo nas águas. “Vem gente de todos os lugares jogar lixo no rio. Hoje teve esse derrame de produtos químicos, muitos peixes se debatendo, morrendo, é um descaso, uma vergonha. Rio não é lixão”, comentou.


O morador disse que já fez projetos para tentar revitalizar o riacho, mas não foi atendido. “Já fiz projeto para um mutirão de limpeza no rio porque 90% dos materiais no rio são recicláveis. Levei o projeto na Prefeitura, mas não obtive nenhum retorno”, lamenta.


Um trabalhador que não quis se identificar afirmou que a espuma apareceu logo após o almoço. “Era 13h30, cheguei pra trabalhar vi a espuma descendo. Tinha muita espuma. Enquanto ela descia os peixes, desesperados, se debatendo. Eu nem imaginava que tinha tanto peixe nesse rio. E passou uns bem grandes mortos, descendo o rio abaixo. Fui até a Secretaria de Meio Ambiente e eles disseram que acionariam a Sanepar. Mas é uma vergonha quem jogou isso no rio”, criticou.

Foto: Renan Guex