O boletim semanal divulgado nesta terça-feira (2) pela Secretaria da Saúde do Paraná registra a morte de uma criança de 10 anos vítima da dengue. O caso é de Nova Fátima, que fica na região de Cornélio Procópio. Agora, são 21 casos de morte confirmados por dengue no Paraná, de agosto do ano passado até agora. Na semana anterior eram 20 casos de óbitos confirmados.

São 1.374 novos casos confirmados de dengue pelo boletim semanal. No total, o Paraná soma 17.776 casos da doença. Hoje são 81 municípios em epidemia. Esta situação é confirmada quando os municípios atingem incidência proporcional dede 300 casos por 100 mil habitantes.

A Secretaria da Saúde do Paraná alerta a população: as medidas de prevenção contra a dengue devem seguir mesmo no inverno. “O mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença, diminui a circulação no período mas, se os criadouros não forem eliminados, os ovos depositados podem permanecer intactos por meses e, quando a estação quente recomeçar, estes ovos vão eclodir, dando origem a novo ciclo do Aedes”, explica a coordenadora da Vigilância Ambiental da Sesa, Ivana Belmonte.

“Estes casos confirmados de dengue podem sofrer redução no inverno, isso é o esperado. Mas trata-se de um período muito curto, de no máximo três meses, e como já reafirmamos, não podemos nos descuidar, pois o Aedes é resistente. É preciso eliminar os criadouros e está é uma tarefa diária”, afirma Ivana Belmonte.