Prefeito de Saudade do Iguaçu em segundo mandato, Mauro Cenci (PV) foi aclamado ontem para dirigir a Amsop em 2019. Na sua fala, reforçou o compromisso com a Carta do Sudoeste, com ênfase na luta em favor da melhoria das rodovias da região.

É a primeira vez que um prefeito do município de cerca de 4,5 mil habitantes comandará a entidade. Saudade do Iguaçu foi desmembrado de Chopinzinho em 1992, quando teve sua primeira eleição — e desde então sempre teve disputas, sem nunca ter tido candidato único.

Em 1991 teve o plebiscito, para ver se a população queria a emancipação. Para 93% a resposta foi “sim”, o maior percentual do Estado naquele período.

Prestação de contas
A assembleia estava marcada para as 17 horas. Os prefeitos foram chegando e, de forma descontraída, formavam bolinhos de conversa.
Mauro Cenci deu muitas entrevistas, assim como o prefeito Moacir Fiamoncini (PSDB de Santa Izabel do Oeste), que estava entregando o cargo de presidente da Amsop.

Desde a reformulação do estatuto, em meados da década passada, ficou oficialmente estabelecido que as microrregiões de Beltrão e Pato Branco se alternariam na presidência (com o vice da outra micro).
A assembleia começou com a prestação de contas de 2018, que foi aprovada, assim como a chapa da diretoria de 2019.

Diretoria Amsop 2019

Presidente
Mauro Cenci - PV
Saudade do Iguaçu

Vice-presidente
Jaime Carniel - PSDB
Pinhal de São Bento

1º secretário
Cleber Fontana - PSDB
Francisco Beltrão

2º secretário
Altair Gasparetto - PSDB
São João

1º tesoureiro
Mauricio Baú - PPS
Salto do Lontra

2º tesoureiro
Paulo Horn - MDB
Sulina

Conselho fiscal
Titulares: Agilberto Perin (PSDB de Itapejara D´Oeste), Adroaldo Hoffelder (PSC de Nova Prata do Iguaçu) e Maria Antonieta de Araújo (MDB de Coronel Domingos Soares).

Suplentes: Raul Isotton (MDB de Dois Vizinhos), Nilson Feversani (PSDB de Bom Sucesso do Sul) e Gilmar Paixão (PDT de São Jorge D´Oeste).