Um local que servia para rinha de galos no interior de Ampére, sudoeste do Paraná, foi fechado na tarde deste sábado, 12. O fato ocorreu por volta das 14h quando a Patrulha Rural da 3ª Cia da Polícia Militar de Santo Antônio do Sudoeste realizava patrulhamento na comunidade de Linha Florestinha. Ao todo 15 pessoas foram aprendidas e vão responder pelo crime de maus tratos a animais.
 
De acordo com Cabo Sandro, que coordenada os trabalhos da patrulha na área da 3ª Cia, os policiais com apoio da equipe de Ampére avistaram um veículo Ford K em atitude suspeita transitando por uma estrada vicinal sendo feita a abordagem do mesmo. Dentro do carro estavam três homens e junto deles foi encontrada uma sacola com três galos e uma bolsa com esporas típicas para rinha de galo.
 
Ele conta que no mesmo local foi abordado um gol com duas pessoas e dentro do automóvel foi localizada uma sacola com um galo. Com base em informações os policiais foram até um sítio próximo dali, onde encontraram uma grande aglomeração de pessoas e veículos. Foi dada voz de abordagem, sendo que alguns indivíduos fugiram para uma mata próxima ao local.
 
Na propriedade a PM localizou um espaço com equipamentos e gaiolas com 15 galos, todos sem ferimentos, além de três tambores para a realização da rinha. De acordo com Cabo Sandro a grande maioria dos envolvidos reside em Ampére, mas também foi verificado que algumas pessoas eram de cidades próximas.
 
O grupo foi levado até a sede do Pelotão e foi lavrado termo circunstanciado.
 
Fonte fotos: Polícia Militar