O procurado José Ricardo Ferraz, conhecido como Cambará, que estuprou uma família e matou a mãe, foi morto em um confronto com policiais do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), durante a madrugada desta quarta-feira (24), em Colombo, na região metropolitana de Curitiba. O suspeito estava escondido em uma casa na Vila Zumbi dos Palmares, aguardando resgate para fugir. Mariza da Silva, 37 anos, foi estuprada e morta a facadas ao tentar impedir que Cambará estuprasse a filha caçula, de 4 anos. As filhas adolescentes, de 14 e 16 anos, sofreram abusos e estão sendo acompanhadas por um programa de proteção à vítima do município.

 

Segundo a Polícia Militar (PM), Cambará estava escondido nos fundos de uma casa abandonada, na Rua Francisco Rodrigues.