O número de vítimas de assassinatos diminuiu 29% no Paraná, no primeiro trimestre de 2019, em comparação ao mesmo período de 2018, conforme dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública do Paraná (Sesp) nesta segunda-feira (13).

O mesmo balanço revela que as mortes após lesão corporal aumentaram no período.

Conforme os dados, foram 595 mortes violentas registradas no estado, entre janeiro e março de 2018, contra 418 mortes nos três primeiros meses deste ano. Os números consideram a quantidade de vítimas de latrocínio, homicídio doloso e lesão corporal com resultado de morte.

A diminuição de assassinatos no Paraná acompanha a redução nacional. No primeiro trimestre de 2019, conforme levantou o Monitor da Violência, índice nacional do G1, houve redução de 24% nas mortes violentas no País.

Considerando as vítimas por latrocínio, que é o crime de roubo seguido de morte, também houve redução no estado, de acordo com o levantamento. Foram 19 vítimas em 2019, 13 a menos do que no anterior.

Em casos de lesão corporal com resultado de morte, conforme o levantamento, o Paraná registrou aumento de vítimas. Entre janeiro e março de 2019, 18 pessoas morreram por este tipo de crime. Em 2018, no mesmo período, foram cinco mortes.

O levantamento dos dados de mortes violentas faz parte do Monitor da Violência, uma parceria do G1 com o Núcleo de Estudos da Violência da USP e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.