A Secretaria de Estado da Saúde confirma mais três mortes causadas pela dengue no boletim epidemiológico divulgado nesta terça-feira (14). Duas mortes foram registradas no município de Loanda (uma mulher de 51 anos e um homem de 65 anos) e a outra é de Londrina (um homem de 71 anos). Agora são 13 óbitos por dengue no Paraná. Os 10 casos anteriores aconteceram nos municípios de Londrina (5), Cascavel (3) e Maringá (2).

Na semana passada, médicos da Secretaria da Saúde percorreram as regionais de Paranavaí, Irati e Telêmaco Borba para capacitação de equipes que atuam na assistência de saúde. Desde o início do ano, o Setor de Doenças Transmitidas por Vetores vem orientando médicos e enfermeiros sobre o diagnóstico e o manejo clínico da dengue.

INFESTAÇÃO - A capacitação já foi ministrada nas cidades sedes de 15 das 22 Regionais de Saúde e em municípios com grandes índices de infestação, envolvendo mais de 2 mil profissionais.

Na cidade de Loanda, por exemplo, que além dos dois óbitos tem 163 casos confirmados de dengue, a capacitação abrangeu as equipes da Secretaria Municipal da Saúde, com visitas técnicas nas Unidades Básicas e Hospital Municipal para formatação de fluxos de atendimento e treinamento de equipes para a identificação de criadouros do mosquito transmissor da doença.

“Mas nenhuma ação terá sucesso se não contarmos com a participação da população na eliminação dos focos”, afirma o secretário da Saúde, Beto Preto.

O boletim divulgado nesta terça-feira totaliza 6.772 casos confirmados de dengue no Paraná, 834 casos a mais que na semana passada, que contava 5.938 casos. Os casos confirmados estão em 203 municípios. Os municípios com maiores índices de incidência são Japurá, Francisco Alves, Porto Rico, Leópolis, Uraí, Lupionópolis, Arapuã, Loanda, Itambé, Santa Mariana e Terra Roxa.