A retomada dos investimentos, como resultado do ajuste fiscal do Estado, foi à tônica do pronunciamento feito pelo governador Beto Richa, nesta terça-feira (7), na solenidade em que liberou mais R$ 13,3 milhões para 55 municípios aplicarem em obras de pavimentação de estradas rurais com pedras irregulares. Os recursos são da segunda etapa do projeto Caminho das Pedras.

Muitos municípios concluíram as obras previstas na primeira fase, mas diversos tiveram de suspender por causa das dificuldades financeiras do Estado e, agora, irão retomar os trabalhos. “Agradeço a parceria e a compreensão dos prefeitos”, disse o governador. “O pior momento passou”, afirmou. 

Richa mencionou as medidas para aumentar a arrecadação, como o alinhamento das alíquotas do impostos, e para reduzir as despesas do Estado, com corte de comissionados e redução de secretarias, e ressaltou que sabia do custo político do ajuste. “Optei pelo interesse dos paranaenses e já começamos a colher os resultados”, disse ele no encontro com os prefeitos. 

50 MIL FAMÍLIAS – Iniciado no ano passado, o projeto Caminho das Pedras apoia, por meio da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento, 93 municípios para pavimentação de estradas rurais com pedras irregulares. O projeto prevê R$ 108,5 milhões para calçamento de 637 quilômetros de estradas rurais (304 trechos), beneficiando mais de 50 mil famílias. Já foram liberados R$ 31,5 milhões para 88 trechos. 

O secretário Norberto Ortigara ressaltou que está sendo cumprido o compromisso do governador Beto Richa de retomar o pagamento de obras, assim que melhorasse a situação financeira do governo do Estado.“Por causa das dificuldades, alguns municípios suspenderam as obras da primeira etapa. Com a liberação dos R$ 13,3 milhões, eles poderão retomar os trabalhos”, explicou.