O dia dos pais deve movimentar R$ 14 bilhões neste ano, segundo levantamento realizado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). Pela pesquisa, 61% dos brasileiros devem ir às compras, seis pontos percentuais a mais do que o verificado no ano passado.
Em média, os brasileiros pretendem desembolsar R$ 150 com os presentes e 40% estimam gastar a mesma quantia de 2017. Outros 16% pretendem desembolsar menos e 32% vão gastar mais do que em 2017.
No grupo dos que vão gastar menos:
  • 34% alegam estar com orçamento apertado
  • 24% precisam economizar
  • 16% vão usar dinheiro para quitar dívidas atrasadas
  • 13% tem outro prioridade de compra, como casa e carro
  • 12% citam a instabilidade da economia
Entre os produtos preferidos para comprar, estão roupas (49,7%), perfume e comésticos (32,5%), calçados (27,9%) e acessórios (26,7%)
Formas de pagamento
O dinheiro é utilizado por 53% dos consumidores e é o meio de pagamento preferido. O cartão de crédito parcelado (24,7%) aparece em segundo lugar, seguido do cartão de débito (21,8%).
"É importante respeitar o tamanho do próprio bolso, planejar os gastos e fazer muita pesquisa de preço, dando prioridade ao pagamento à vista", afirma a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti.