A Caixa Econômica estuda lançar em breve um programa de refinanciamento das dívidas da casa própria. 

A ideia é que ele tenha o mesmo formato do que que começou a valer nesta semana para o refinanciamento de débitos de outros tipos de contrato, como os empréstimos comuns. 

A medida inclui empresas e pessoas físicas e dá descontos que vão de 40% a 90% para quem conseguir quitar os valores em aberto com o banco. É permitido pagamentos que vão de R$ 50 a R$ 5 milhões.

No caso do programa de dívidas do financiamento imobiliário, o objetivo do Caixa é incluir todos os clientes que não conseguem pagar suas parcelas, mas os estudos sobre as regras ainda não foram concluídos.

Além disso, a equipe técnica analisa fazer ajustes nas normas que jogam o cliente para a inadimplência. Hoje, o banco começa a fazer cobranças de parcelas da casa própria que estão em aberto a partir de dois a três meses de inadimplência.

As cobranças dão ao devedor a chance de quitar os valores, com juros e correção, para que não perca o imóvel.

Passado esse prazo, o banco pode iniciar o processo de tomada da casa ou do apartamento para leilão. Segundo dados das Caixa Econômica, há 60 mil imóveis no estoque do banco que podem ser leiloados.