Em Ampére, Sudoeste paranaense, o Ministério Público do Paraná, por meio da Promotoria de Justiça da Comarca, ofereceu denúncia criminal contra a ex-coordenadora geral dos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) da cidade. A mulher é acusada de torturar um menino de 3 anos que estava sob seus cuidados em um CMEI.

Conforme relata o MPPR, a agressão ocorreu em abril deste ano. Utilizando-se de um calçado, a denunciada bateu na criança, inclusive na cabeça, por quase uma hora, além proferir ameaças, aos gritos, agindo por conta de supostos “atos de indisciplina” praticados pelo menino – que tem deficiência e hoje está com 4 anos. A Promotoria sustenta que houve a prática de tortura (Lei 9.455/1997).