Esse sábado, 18 de maio, é o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual contra crianças e adolescentes. A data foi lembrada em Ampére, sudoeste do Estado, com várias atividades ao longo da semana. Tudo começou no dia 13 e foi encerrada hoje com um grande ato na Praça Antônio Frâncio.

 

O tema foi abordado nesta semana por meio de palestras, rodas de conversa, panfletagem, confecção de cartazes em escolas, pedágio educativo e caminhada. As Rádios Ampére AM e Interativa FM também realizaram uma série de entrevistas com autoridades para abordar a situação. Foram entrevistados o prefeito Zuca Luquini, o promotor público Esdras Vilas Boas, a delegada Tais Melo, a médica pediatra Liceia Bono e a psicóloga Carla Martini.

 

Toda programação foi organizada pela Rede de Proteção de crianças e adolescentes formada por órgãos públicos, entidades civis, Ministério Público, empresas e profissionais liberais. O objetivo do trabalho foi chamar à atenção das pessoas para esse problema que aconteceu no município. Somente nesse ano foram registrados nove casos de abuso sexual contra crianças e adolescentes. Ao todo três pessoa foram pressas.

 

Segundo a Rede de Proteção, a campanha surtiu efeito, pois alguns casos foram denunciados e agora estão sendo investigados pelas autoridades. 

 

ATO PÚBLICO 

O ato da manhã deste sábado, 18, teve a presença do prefeito Zuca Luquini, do vice Nego Corá, o promotor Esdras Vilas Boas, vereadores, membros do Conselho Tutelar,  Polícia Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, secretárias municipais, alunos e profissionais de escolas estaduais, municipais e particulares, Faculdade de Ampére, empresas e entidades civis e religiosas.