Uma cobra jararaca atacou alguns cães em uma propriedade rural em Ampére, sudoeste do Estado. O fato foi registrado na comunidade de Barra do Ampére e ocorreu por volta das 16h deste domingo, 27. Um dos animais foi picado e morreu momentos depois.
 
De acordo com a ouvinte que informou a reportagem das Rádios Ampére AM e Interativa FM, a família ouviu os cães latirem e foram verificar o que estava acontecendo. “Meu pai viu cachorros pulando e latindo, e quando chegou perto viu a cobra. Uma cadela que a gente tinha aqui acabou morrendo.”
 
Segundo o médico veterinário que atua no zoológico da Unisep de Dois Vizinhos, Felippe Azzolini, após ver as fotos, informou que se trata de uma cobra jararaca, é extremamente perigosa.
 
Nos últimos dias várias cobras foram encontradas em Ampére. Uma cobra coral foi encontrada na comunidade de Água Preta. Outra coral, falsa, foi achada no bairro Água Verde. Além disso, ouvintes tem enviado fotos de cobras que são achadas no perímetro urbano e também na zona rural do município.
 
JARARACA
Segundo o site Wikipedia, a jararaca-da-mata (nome científico: Bothrops jararaca) é uma serpente de até 1,6 m, encontrada no Brasil (da Bahia ao Rio Grande do Sul) e em regiões adjacentes no Paraguai e Argentina. Origina -se do tupy yara'raka.
 
Possui corpo marrom com manchas triangulares escuras e região ao redor da boca com escamas de cor ocre uniforme, peculiaridades que propicia uma excelente camuflagem. Também é conhecida por jararaca-do-campo, jararaca-do-cerrado, jararaca-dormideira, jararaca-preguiçosa e jararaca-verdadeira. Sua cor é marrom com amarelo escuro com rajas pretas. Perigosa, prepara o bote ao ver se aproximar qualquer ser. A cabeça tem uma faixa marrom que segue por trás do olho, dos dois lados da cabeça, de volta ao ângulo da boca tocando os três últimos supralabiais. A cor da língua é preta, e sua íris é ouro a ouro esverdeado.
 
Vive em ambiente preferencialmente úmidos, como beira de rios e córregos, onde também se encontram rato e sapos, seus pratos mais caçados. Dorme durante o dia debaixo de folhagens secas e úmidas, e gosta de tomar sol pós chuva.