Um aluno do Colégio Estadual Cecília Meireles, em Ampére, sudoeste do Estado, que fica no centro da cidade, entrou em uma sala de aula armado com um canivete na manhã desta quarta-feira, 26, e provocou pânico. O fato ocorreu por volta das 8h40. O estudante de 16 anos, que frequenta o segundo ano do ensino médio, segundo fontes ouvidas pela reportagem das Rádios Ampére AM e Interativa FM, teria problemas psicológicos.
 
O repórter Julio Cesar Alves esteve na sede da escola e apurou que o jovem estava na instituição para fazer trabalhos de aula. De posse de um canivete ele foi até uma sala onde alunos de uma terceira série estavam e entrou. Ele teria ameaçado os colegas fazendo movimentos com a arma. Três estudantes agiram rápido e conseguiram imobilizar o menino. Em virtude da ação ele ficou ferido na cabeça.
 
O Corpo de Bombeiros foi acionado para atender o ferido. Após os procedimentos o garoto foi encaminhado para o Hospital Santa Rita. Algumas pessoas, entre alunos e profissionais que atuam na instituição, tiveram que ser atendidos em virtude de crises nervosas. A Secretaria de Saúde do município prestou auxílio. Duas alunas foram levadas também para o hospital. Vários pais foram até a escola para buscar os filhos.
 
A Policia Militar esteve no local para registrar a ocorrência. O comandante do 2º Pelotão da PM, Subtenente André Peres, conversou com a nossa reportagem e confirmou que o aluno entrou na sala com um canivete e fez alguns movimentos. “Esse estudante entrou na sala, não sabemos ainda se fez ameaças, mas portava um canivete. Algumas pessoas conseguiram imobilizá-lo e nossa equipe foi acionada. Registramos o boletim e fomos até o hospital, onde ele está internado em observação.”
 
A Polícia Civil já abriu inquérito e o aluno está prestando esclarecimento nesse momento na delegacia local acompanhado de familiares e de uma psicóloga. A direção da escola vai se pronunciar a tarde sobre o fato.

Foto: Polícia Militar